Confronto e empoderamento? Expressões de Saturno & Lilith em Capricórnio I

Saturno domiciliado

O primeiro semestre de 2018 foi marcado astrologicamente por vários planetas percorrendo o signo de Capricórnio, representado imageticamente pela cabra montanhesa com pés de peixe. Marte, em sua passagem no início do ano, fez conjunção e ativou Plutão, que desde 2008 está neste signo. O guerreiro zodiacal também ativou Saturno, recém chegado ao décimo signo do Zodíaco, do qual é regente, em 21 de dezembro de 2017.

Na linguagem astrológica, dizemos que Saturno está domiciliado em Capricórnio, por ser seu regente. Ou seja, ele é o dono da casa, o que faz com que exiba confortavelmente suas características no período em que transita por esse signo.

doorofperception.com-johfra_bosschart-zodiac-paintings-7
Capricórnio, na incrível representação de Johfra Bosschart. Repare no velho com a foice, sentado na entrada da caverna com a ampulheta na outra mão. Descobriu quem é?

Porém, nem só de energia masculina se fizeram os trânsitos por Capricórnio em 2018. Entre novembro de 2017 e agosto de 2018, Lilith também transitou por esse signo, onde é dignificada e alcança uma posição de nobre convidada. Que energias foram movimentadas por esses trânsitos? Como elas influenciam o nível coletivo e as esferas pessoais? Como podemos interpretar os resultados desses trânsitos na esfera social?

Nesta e nas próximas postagens, focalizamos alguns pontos perceptíveis da passagem dessas duas energias – Saturno e Lilith – por essa faixa zodiacal e comparamos as possíveis consequências desses trânsitos, em níveis coletivos e individuais. Afinal, os dois “arquétipos da sombra”, nos termos junguianos, provavelmente têm mais a nos dizer sobre sua estada Capricórnio do que uma análise apressada poderia nos revelar. O objetivo é analisar como essas energias podem se articular durante a passagem deles por Capricórnio e que impactos podem trazer para a estruturação psicológica humana em nível coletivo.

Para isso, resumimos brevemente os arquétipos em questão, analisamos o comportamento de cada um deles em Capricórnio e partimos para a análise das influências que ambos podem criar a partir dessa trajetória capricorniana em 2018, com base em três exemplos reais: o assassinato da vereadora Marielle Franco no Rio de Janeiro, em 14 de março; a aprovação do referendo sobre o aborto na Irlanda, em 26 de maio; e a aprovação da legalização do aborto pela Câmara dos Deputados argentina, em 14 de junho – seguida pela rejeição da matéria pelo Senado argentino no momento exato da entrada de Lilith em Aquário (08 de agosto).

People celebrate the result of yesterday's referendum on liberalizing abortion law, in Dublin
Mulheres comemoram resultado do referendo popular sobre o aborto na Irlanda.

Hoje vamos analisar a passagem de Saturno por Capricórnio, que está ocorrendo desde 21 de dezembro de 2017 e deve prosseguir até dezembro de 2020. (Na verdade, Saturno alcança Aquário em 23 de março de 2020. Porém, devido ao seu movimento retrógrado, volta para Capricórnio em julho de 2020 e somente chega definitivamente em Aquário em dezembro do próximo ano.)

Saturno em casa: disciplina e autoridade

A chegada de Saturno ao signo de Capricórnio em dezembro de 2017 foi seguida por várias análises que apontavam para o recrudescimento do conservadorismo e os perigos da seriedade e ambição excessivas. Se Saturno é o organizador da nossa experiência concreta, ainda que interna, o medo generalizado de seus métodos, que privilegiam a aprendizagem pelo sofrimento, foi exaltado por astrólogos e temido pelos clientes que buscam a orientação astrológica. Amigos quase totalmente leigos em Astrologia me perguntaram assustados como poderiam passar pelo trânsito de Saturno em Capricórnio sem sofrer muitos reveses, o que demonstra a força dessas imagens no coletivo.

Entre os astrólogos, já há quase um senso comum de que Saturno pode ser encarado tanto como um pesado fardo quanto como uma sólida base para o desenvolvimento de habilidades e aprendizado (Witt, 2016, p.16). Dito de outro modo, as experiências propiciadas pelo planeta podem criar estruturas construtivas ou obstrutoras, servindo como um trampolim ou como barreiras para o crescimento pessoal. A demanda por concentração, responsabilidade e foco para a obtenção de resultados concretos nas diferentes áreas da vida por onde Saturno passa pode ser uma prova considerada quase intransponível por alguns. De qualquer modo, as recompensas geralmente são observadas após o longo, árduo e complexo processo de trabalho e esforço exigido.

robert-baker-522731-unsplash
Trabalho árduo. Photo by Robert Baker on Unsplash.

Assumindo o papel de Grande Mestre, do anjo caído que desempenha uma função educativa, de pai crítico ou do SUPEREGO (Tierney, 1997, p.283-295), Saturno conduz a um isolamento naquelas áreas onde ele está transitando no mapa natal. Em trânsito, traz a qualidade do tempo de amadurecimento das questões que estão em movimento em cada casa. O “senhor do tempo” fecha os ciclos, arruma a bagunça, joga fora o que não serve mais e que está acumulado nos cantos juntando poeira. Como destaca Arroyo, o planeta torna evidente a importância do tempo para que o processo interno se realize por completo, especialmente porque apresenta um alto potencial educativo, especificamente em relação à paciência, moderação, temperança, dever e trabalho.

Liz Greene menciona Jung em sua abordagem da Astrologia Psicológica, afirmando que Saturno representa a SOMBRA, isto é, as características que temos e que o superego tenta esconder a todo custo, e, por isso mesmo, acabam projetadas no outro (Tierney, 1997, p. 292). De alguma forma, portanto, o desafio de Saturno está nas lições que o sujeito precisa ter para conseguir se desenvolver plenamente do ponto de vista psíquico. Mais do que estabelecer verdadeiras limitações externas, portanto, Saturno projeta na realidade exterior os conteúdos que estão presentes internamente ao indivíduo, para que ele próprio consiga desenvolver todo o seu potencial.

Ao chegar ao signo que rege, o planeta pode exibir-se em toda a sua plenitude. Sentindo-se confortável no território capricorniano, Saturno tem espaço (e tempo!) para trabalhar os temas da materialização, da ambição, da disciplina, da autoridade e do reconhecimento social. Objetividade, foco nos resultados, razão, prudência, solidez e uma determinação inquebrantável surgem naturalmente nesse território. A cabra Amalteia, de quem Júpiter se alimentou no tempo em que cresce até ter idade suficiente para destronar seu pai Saturno (Lisboa, 2013, p. 106), segundo o mito, simboliza a perseverança.

cabra amalteia bernini
Cabra Amalteia na escultura de Bernini (1615). Galleria Borghese, Roma.

Capricórnio é o arquétipo, portanto, do comportamento pragmático e racional, organizado, estável e determinado rumo aos objetivos traçados. Responsabilidades, especialmente públicas ou com os demais, e o dever, assim como a honra, são temas capricornianos. Autoridade, seriedade e reconhecimento público dessas qualidades transparecem como essenciais.

Se levadas aos extremos, contudo, essas características podem desembocar no autoritarismo, na tentativa de controle total sobre os outros e as situações vivenciadas, na inflexibilidade e na estreiteza de horizontes. O esforço é louvado sobre o talento, o cumprimento dos deveres é sempre mais importante que o prazer, a rigidez emocional não tolera desafios aos próprios valores, o diferente não se encaixa no pragmatismo e utilitarismo das rotinas desenhadas para o alcance das metas. Afinal, o que mais teme Saturno é a possibilidade de escárnio público, por isso o zelo pela própria imagem e pelo respeito à própria autoridade pode se tornar uma obsessão capricorniana.

O tempo de Saturno por Capricórnio, desse modo, representa uma oportunidade de materialização de metas, de construção social, de reforma geral. Porém, como toda construção, faz sujeira, remexe as fundações, espalha poeira, derruba e levanta paredes, tira as coisas do lugar e as reassenta onde elas cabem melhor.

rawpixel-1135763-unsplash
Tempo de reformas. Photo by rawpixel on Unsplash.

Alguma semelhança com os tempos que estamos vivendo, desde o primeiro semestre de 2018?

Obviamente, a área da vida afetada por esse processo muda para cada pessoa, de acordo com o local onde Saturno ingressou nesse período e a casa do Mapa Natal que é regida por Capricórnio.

Se quiser pensar sobre isso, tente compreender em que situações ou temas da sua vida você está sentindo mais arduamente a necessidade de uma faxina e de uma reforma. Provavelmente, é sobre elas que Saturno está atuando.

 

Referências

ARROYO, Stephen. Astrología, Karma y Transformación. Las dimensiones interiores del mapa natal. Buenos Aires: Editorial Kier, 2015. 3ª ed.

GREENE, Liz. Saturno. O Senhor do Karma. São Paulo: Pensamento, 1995. 10ª ed.

LISBOA, Cláudia. Os astros sempre nos acompanham. Um manual de Astrologia contemporânea. Rio de Janeiro: Best Seller, 2013.

TIERNEY, Bil. Las Doce Caras de Saturno. Buenos Aires: Editorial Kier, 1997.

WITT, Harriet. Saturn: A Heavy Burden or a Solid Base? The Mountain Astrologer. June/July 2016, p.16-19.

 

*O artigo que originou essa postagem (e as próximas duas) foi publicado nos site astro.com.

Uma resposta para “Confronto e empoderamento? Expressões de Saturno & Lilith em Capricórnio I”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s