Hora de sovar o pão e regar a semente do novo ano

Como comentei na primeira coluna do Portal Contexto deste ano, o primeiro semestre de 2021 traz bastante agitação no céu, a partir dos aspectos que estão se formando entre os planetas exteriores. Júpiter e Saturno transitam por Aquário durante os próximos meses e fazem quadratura com Urano e Lilith em Touro.

Marte, que é um planeta mais rápido, finalmente chega ao signo de Touro no Dia de Reis (06/01), depois de seis meses em Áries, e indica que as ações planejadas no ano passado podem, finalmente, ser colocadas em prática. Trabalho duro e persistência são as marcas dos taurinos, e isso será demandando de nós. É a hora de botar a mão na massa, de forma prática e pragmática, e realizar aquilo que é possível.

A primeira quinzena do ano traz uma boa hora para sovar a massa e colocar para crescer.
Photo by Nadya Spetnitskaya on Unsplash

Na sequência, Marte adiciona combustível à quadratura dos exteriores, juntando-se a Urano e a Lilith. Esse aspecto marca uma tensão entre a ruptura e a continuidade, entre o novo que já se apresenta no horizonte e o velho que não quer ceder lugar a quem está chegando. Impossível não pensar nos resultados – e polêmicas – das últimas eleições norte-americanas…

Cuidado com acidentes

Podemos esperar por conflitos diversos, especialmente econômicos e relacionados à utilização de recursos naturais durante todo o ano de 2021. Nada muito diferente do que vimos nos dois últimos anos, aliás.

Porém, a diferença agora é que situações inesperadas, mudanças bruscas e rompimentos variados podem adicionar força às brigas e torná-las insustentáveis no médio e longo prazo. O que significa que resoluções e soluções de compromisso, muito provavelmente coletivas, precisarão ser definidas.

É interessante tomar cuidado, nas próximas semanas, com acidentes, especialmente em situações que envolvam velocidade e eletricidade. Marte em Touro indica que nem sempre chegar primeiro é a melhor forma de realizar o que queremos. Constância e perseverança talvez sejam exigidas de nós a fim de executar nossos planos de forma consistente.

Ainda na primeira quinzena do ano temos a primeira Lua Nova de 2021, em Capricórnio no dia 13. A conjunção entre Sol e Lua traz uma incrível oportunidade para começar novos projetos, definir novas trilhas que precisam ser percorridas e novas habilidades que precisam ser desenvolvidas. É uma data interessante para desenvolver um planejamento para o ano.

Bom momento para planejar o ano e tirar da gaveta os projetos que ainda não foram iniciados.
Photo by Mille Sanders on Unsplash

No dia seguinte (14/01), Urano retorna ao movimento direto, encerrando o ciclo de sucessivos e superpostos períodos de retrogradação dos planetas exteriores em 2020. Isso significa que as propostas e projetos que ficaram parados e pareciam não deslanchar no ano passado poderão, finalmente, ser colocadas em funcionamento.

Semeadura e tessitura

Lilith continua em Touro até julho, recebendo uma conjunção de Marte nas próximas semanas. Isso significa uma dose extra de energia para rompimentos e revolta com situações de injustiça e opressão, especialmente em relação ao feminino e que envolvam violência contra mulheres.

Manifestações de revolta e protestos coletivos podem ser a tônica em 2021, especialmente em fevereiro, quando haverá um stellium de planetas em Aquário, quase todos eles quadrando Urano e Lilith.

Protestos e manifestações podem se tornar ainda mais comuns ao longo de 2021, com o aprofundamento da disputa entre diferentes mentalidades e o crescimento de movimentos coletivos.
Photo by Étienne Godiard on Unsplash

Sabemos que a maioria das pessoas está sem tempo para as tarefas cotidianas desde que fomos acossados por rotinas estressantes com a pandemia. É um fato grave que as mulheres estejam sobrecarregadas, principalmente porque são as principais responsáveis pelas tarefas de cuidado com os lares e com os familiares, sejam eles crianças, doentes ou idosos.

Lilith em Touro demanda de todos nós, homens e mulheres, atenção para as atividades práticas de cuidado com o corpo e com a mente e de compartilhamento que realizamos em nossos lares. De alguma forma, teremos que achar o tempo para retomar o prazer de plantar, cozinhar, sovar o pão, tricotar, tecer, escrever, costurar, conversar com os amigos pelo Zoom, contar histórias, ensinar.

É tempo de semear tudo aquilo que queremos colher em 2021. E uma ótima oportunidade de desenvolver novas formas de organizar o nosso cotidiano, dividindo de forma mais igualitária as tarefas para que todos possamos ter momentos de lazer e de atenção para nossas necessidades físicas, emocionais e espirituais.

Que tal encontrar prazer nas atividades cotidianas, para tentar aliviar a pressão? Uma divisão mais igualitária das tarefas domésticas e de cuidado ajudaria, não?
Photo by Les Triconautes on Unsplash

A seguir, as perguntar encaminhadas a mim por uma jornalista no último dia de 2020 e as respostas que consegui elaborar. Espero que ajudem a tod@s nós.

O que esperar de 2021?  

É muito provável que o primeiro semestre de 2021 seja bastante agitado, com conflitos sociais generalizados, especialmente entre pessoas interessadas em construir novas formas de conviver coletivamente e aqueles que desejam manter tudo como está, sem nenhuma mudança. Esse movimento de polarização ideológica está intensificado mundialmente desde 2019, mas os conflitos podem se tornar mais agudos e violentos, com rupturas políticas e econômicas de diversos graus.

Autoritarismo, arrogância, prepotência, orgulho e vaidade pessoal podem ser características exacerbadas coletivamente, isto é, pelos grupos e movimentos dos quais participamos, além dos próprios indivíduos. Ao mesmo tempo, novas possibilidades de organização cooperativa e colaborativa que também já vem sendo desenvolvidas há alguns anos tendem a se estruturar e a ganhar adeptos.

Por isso, é importante desenvolver estratégias para manter a autonomia e a individualidade frente ao grupo – correndo o risco de ser considerado estranho ou até excêntrico – sem exagerar no individualismo. Metas e objetivos extremamente individualistas e que não colaboram com o coletivo serão questionadas e, muito provavelmente, criticadas.

O ano será menos complicado que 2020?  

A presença dos planetas sociais, ou da aprendizagem – Júpiter e Saturno – em Aquário indica que há um grande potencial para inovações tecnológicas, descobertas científicas, desenvolvimento de ferramentas de comunicação e disseminação de novos conhecimentos. Como as diferentes sociedades vão aproveitar essa energia depende muito do lugar que o conhecimento ocupa nas suas economias e respectivas cadeias produtivas.

A Ciência mostrou sua importância em 2020, e continuará no centro do debate público em 2021.
Photo by Science in HD on Unsplash

Os aspectos planetários que estão se formando no céu indicam que pode haver uma trégua no tom pesado e deprimente que 2020 trouxe à humanidade, mas isso não significa que os conflitos sejam dissipados. É bastante possível que a instabilidade econômica e as disputas em relação aos recursos naturais, que já vimos desde 2019, se mantenham e até mesmo se aprofundem.

Estamos em um momento de mudança de mentalidade coletiva, e esses momentos, historicamente, sempre são turbulentos. Os astros oferecem uma oportunidade para que possamos aprender a agir coletivamente de forma mais responsável, mantendo a diversidade de perspectivas que nos faz humanos. Não precisamos ser todos iguais para participar de um grupo, podemos colaborar com o coletivo a partir de nossas diferenças.

Quais são as previsões de forma geral?  

Até maio, é provável que os conflitos e a polarização se intensifiquem, especialmente naquelas sociedades onde há parcelas muito significativas da população que estão à margem das decisões. De maio a julho, pode haver o crescimento e a expansão de movimentos coletivos que buscam soluções inovadoras para os atuais problemas, inovações mais conectadas à natureza e que levem em conta os interesses dos setores sociais marginalizados.

Muitas ideias originais e irrealistas podem surgir, mas no segundo semestre as inovações que se mostrarem mais factíveis podem começar a ser colocadas em prática. Será um momento em que padrões coletivos podem se romper com mais facilidade e abrir espaço para novidades e novos aprendizados, despertando recursos e habilidades que ainda não conhecíamos.

Aprendizado, ampliação do olhar, ideias inovadoras, diversas formas de comunicação. Qual a sua estratégia para aproveitar a energia aquariana e contribuir para um mundo melhor?
Photo by Markus Spiske on Unsplash

Quais são as previsões para cada signo?  

Pessoas que têm muitos planetas – especialmente os pessoais: Sol, Lua, Mercúrio, Vênus e Marte – nos signos de Touro, Leão, Escorpião e Aquário podem sentir com mais força as energias deste período. Não necessariamente haverá problemas, mas quase certamente haverá alterações importantes em várias áreas da vida. Aqueles muito apegados à rotina e ao conhecido, que não gostam de imprevistos e que tentam controlar todos os aspectos da própria vida, provavelmente sofrerão mais durante 2021.

Tudo depende de como cada indivíduo encara internamente os processos de mudança. Quem tem muitos planetas pessoais em Gêmeos, Virgem, Sagitário e Peixes poderá aproveitar de forma mais fluida a energia de 2021, desde que consiga encontrar um foco em meio à agitação externa. Isso não significa a ausência de problemas, mas talvez seja mais fácil cooperar com as transformações coletivas.

Para as pessoas conectadas com a energia da novidade, a trilha pode ser prazerosa, mesmo quando instável. Os desbravadores e pioneiros terão trabalho extra em 2021, mas algumas de suas iniciativas podem resultar em inovações importantes. Quem tem muitos planetas pessoais em Áries, Câncer, Libra e Capricórnio terá que encarar desafios que exigem muita energia ao longo do ano, por isso é interessante dosar a disposição para os investimentos, sejam econômicos, afetivos, emocionais ou espirituais.

Para uma previsão mais detalhada das energias dos astros sobre as diferentes áreas da vida, recomenda-se a realização do Mapa Natal e dos trânsitos do ano.

2 respostas para “Hora de sovar o pão e regar a semente do novo ano”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s