Glossário básico de termos astrológicos

Ascendente (ASC) – signo que se eleva no horizonte no momento do nascimento. A pessoa tem maior facilidade em mobilizar as características psicológicas desse signo para se apresentar ao mundo e construir sua persona, isto é, sua máscara social.

Aspectos – representam a dinâmica viva das relações que se estabelecem entre os planetas e os demais itens da mandala. São os ângulos desse relacionamento.

Carta Natal – mandala que indica o momento de nascimento da pessoa ou o instante de um acontecimento. O mesmo que Mapa Natal ou Mapa Astral.

Casas – numeradas de 1 a 12, a partir do Ascendente, indicam os diversos campos de manifestação do real, isto é, os diferentes setores da vida atingidas pelas energias dos planetas e dos signos.

Descendente (DC) – signo que descia no horizonte no momento do nascimento. Geralmente, a pessoa se sente atraída por outras que apresentem as características psicológicas desse signo.

Elementos – os signos astrológicos estão distribuídos em quatro diferentes elementos que se conectam a diferentes características psicológicas: Fogo, Ar, Terra e Água.

Fundo do Céu (IC) – ponto mais baixo do céu no momento do nascimento. O signo nesse posicionamento confere características à forma como a pessoa se relaciona com sua própria família e com sua narrativa familiar.

Meio do Céu (MC) – ponto mais alto do céu no momento do nascimento. O signo nesse posicionamento confere características à forma como a pessoa busca sua realização no mundo.

Mapa Composto – mapa criado a partir da combinação dos mapas de duas pessoas. Representa o mapa do relacionamento entre ambas.

Mapa Natal – mandala que mostra a posição dos astros no céu no momento de nascimento da pessoa ou no exato instante de um acontecimento. É uma representação simbólica do que pode ser visto no céu naquele momento. Assim como o mapa de uma cidade, o Mapa ou Carta Natal mostra as rotas arquetípicas por onde a energia psíquica trafega.

Modalidades – os signos astrológicos estão distribuídos em quatro diferentes modalidades que se conectam a diferentes momentos do ano e a diferentes características psicológicas: Cardinal, Fixo e Mutável.

Nodos Lunares – Nodos ou Nódulos Lunares são os pontos onde as órbitas dos dois luminares – Sol e Lua – se cruzam. Há dois deles: o Norte e o Sul, a depender da posição em relação ao eixo da Terra.

Nodo Norte – segundo a Astrologia Cármica, é a missão da alma nesta encarnação. Para a Astrologia Psicológica, consiste na missão psíquica de integração do Self.

Nodo Sul – segundo a Astrologia Cármica, é a bagagem que trazemos de outras vidas e que precisa ser abandonada ao longo desta. Para a Astrologia Psicológica, são habilidades, características e hábitos que nos deixam confortáveis e aos quais recorremos sempre.

Planetas – são os astros que compõem o Sistema Solar onde a Terra está localizada e que representam simbolicamente os vetores de força contidos no real. São os atores da narrativa astrológica, aqueles que se movem no céu e na mandala. Incluem astros que não são nomeados “planetas” pela Astronomia. Contemporaneamente, constituem planetas astrológicos: Sol, Lua, Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão.

Retorno – é o momento em que o planeta completa o seu ciclo no céu, retornando à mesma posição do seu início. Obviamente, é uma representação do início que captamos na mandala, a partir de um momento arbitrariamente estabelecido por nós.

Retorno Solar – é o mapa do aniversário, isto é, uma representação simbólica do momento em que o Sol retorna para o mesmo grau em que estava no momento de nascimento da pessoa.

Retrogradação – é movimento que o planeta faz para trás, a partir da nossa perspectiva da Terra. Astronomicamente, nenhum planeta fica estacionado e passa a se mover para trás em sua órbita, mas quando olhamos os astros da Terra, temos essa impressão em determinados momentos.

Signos – representam os arquétipos conectados às diferentes constelações que temos no céu, a partir de um ponto de vista da Terra. Contêm informações sobre a qualidade do real, constituindo o campo onde os planetas se movem. Há 12 signos na Astrologia Ocidental: Áries, Touro, Gêmeos, Câncer, Leão, Virgem, Libra, Escorpião, Sagitário, Capricórnio, Aquário e Peixes.

Sinastria – carta que compara os mapas de duas pessoas e mostra como cada uma delas  influencia a outra.

Stellium – grupo de planetas (mais de três) que ocupa um mesmo signo ou uma mesma casa em uma Carta.