Como iniciar o Ano Novo Astrológico em tempos de Coronavírus

Nesta sexta-feira, 20 de março, às 0h49 no horário de Brasília, o Sol alcança o grau Zero de Áries e inicia um novo ano astrológico, no fenômeno conhecido como equinócio de Outono no Hemisfério Sul, Primavera no Norte. Nesse momento, o dia e a noite têm a mesma duração, pois o Sol atravessa o Equador …

O feminismo chegou ao BBB? Lilith em Áries entra em cena na cultura popular

Em Áries desde o mês passado, Lilith já está mostrando a que veio, com o ar beligerante do signo do Carneiro tomando conta da atmosfera astral. O Carnaval, talvez a mais forte expressão da cultura popular por estas paragens, trouxe crítica social e política de forma massiva, seja nos blocos que percorreram as ruas das …

Lilith em Áries: coragem para escutar o que a guerreira tem a dizer

2020 começou com a turbulência trazida pela conjunção de Saturno e Plutão em Capricórnio: ameaças de ataques nucleares, confusões entre subordinados e autoridades, e um ar depressivo que pegou algumas pessoas de surpresa. Mercúrio e o Sol chegaram a Aquário na última semana para aliviar um pouco a tensão. Mas o final de janeiro ainda …

Lunação de Leão em trígono com Quíron em Áries: coragem para criar o diamante interno

A primeira lunação – isto é, Lua Nova, ou conjunção entre Lua e Sol – depois dos eclipses de julho aconteceu na última quinta-feira, dia 1º de agosto. No momento em que Lua e Sol se encontraram em Leão, também estavam neste signo Vênus e Marte. Vênus estava conjunta com Lua e Sol e os …

Sol em Áries X Lua em Libra: como ser inteiro no novo ano astrológico

Conversava com dois amigos por esses dias – ela uma ariana super assertiva, com um lado Yang bem desenvolvido; ele um libriano super receptivo, com um lado Yin igualmente bem trabalhado – sobre a dificuldade que estamos tendo em integrar o feminino e o masculino dentro de nós. Ambos já trilharam uma longa jornada de …

Malévola e a manutenção das asas em tempos de masculinidades tóxicas

Mais um 8 de março passou e, novamente, as homenagens às mulheres foram permeadas por protestos por mais direitos, mais igualdade, menos machismo e menos violência. Aliás, desde o início do ano, redes sociais e mídia divulgam os dados de 2018 sobre a violência contra as mulheres no Brasil. Porque eles são, simplesmente, estarrecedores. Sabemos …