Malévola e a manutenção das asas em tempos de masculinidades tóxicas

Mais um 8 de março passou e, novamente, as homenagens às mulheres foram permeadas por protestos por mais direitos, mais igualdade, menos machismo e menos violência. Aliás, desde o início do ano, redes sociais e mídia divulgam os dados de 2018 sobre a violência contra as mulheres no Brasil. Porque eles são, simplesmente, estarrecedores. Sabemos …